Esporte

Capa de revista esportiva traz Neymar crucificado

Micael Batista | Publicado em: 27/09/12 às 23:01 Atualizado em 07/06/2019 15:12
Capa de revista esportiva traz Neymar crucificado
(Foto: Ilustração)

Com os braços estendidos, sem camisa e com um lenço amarrado na cintura com o emblema do Santos, Neymar ilustra o momento que tem sofrido ao ser considerado o grande vilão do futebol, recebendo o apelido de “cai-cai”. A chamada de capa diz: “A crucificação de Neymar- chamado de ‘cai-cai’ o craque brasileiro vira bode expiatório em um esporte onde todos jogam sujo”.
O diretor da revista, Maurício Barros, explica a intenção dessa capa chamativa dizendo que a matéria vai questionar a fama de vilão atribuída ao atleta. “Ele é o jogador mais caçado do futebol brasileiro e acabou virando o vilão, o cai-cai”, explica.
Barros acredita que está acontecendo o que ele chama de “linchamento público” já que os torcedores questionam a forma como Neymar se comporta nos campos. “O Neymar acabou transformado num exemplo de falta de ética no futebol. Houve um recrudescimento dessas críticas pra ele. O futebol profissional é um jogo em que a gente pode enxergar inúmeras trapaças dos jogadores, um jogador querendo enganar o outro, os próprios técnicos instruindo os jogadores a enganar o juiz. Só que uma delas carregada com tintas muito fortes e pegaram o Neymar como um grande vilão dessa história”.
A ligação do craque com a Jesus se refere ao fato da crucificação ser um elemento histórico da execução pública, por isso o texto da reportagem principal da Placar vai tentar inocentar o jogador mostrando outros atletas do futebol que também simulam situações de jogo e pressionam juízes e bandeirinhas.
“Acho que pode haver a comparação porque Jesus Cristo foi o crucificado mais famoso, mas a nossa analogia é com a execução, como a crucificação como elemento histórico de execução pública”, explica o diretor da revista.
 

Cantora gospel diz para família de adolescente estuprada por pastor que ela “gostou”

A cantora que é de Cuiabá teria se deslocado até Poconé apenas para chantagear a família da vítima, logo que soube da denúncia contra o pastor.


Pastor que defendia “cura gay” tem conta do YouTube bloqueada

A conta do pastor no YouTube tinha 1,8 milhão de assinantes antes de ser bloqueada. Ele disse que irá recorrer da decisão.


Após pressão da igreja, Governo recua e libera cultos religiosos em SP

Com isso, a Carreata Da Fé, movimento organizado pelas lideranças da ADSA Brasil, está oficialmente cancelada.


Grupo Gay de Alagoas irá mover ação contra pastor após comentário sobre Paulo Gustavo

Nildo Correia, presidente do (GGAL), disse que o Ministério Público e a Ordem dos Advogados do Brasil em Alagoas serão acionados.


Elaine Martins pede perdão por ter gravado vídeo ao lado de Jairinho

A cantora gospel gravou um vídeo no ano passado ao lado de Jairinho apoiando a sua candidatura para vereador.