Se torne assinante premium e tenha acesso a conteúdo exclusivo.
 
Sem classificação

Mulher é detida após jogar balde com fezes e urina em pastor durante culto no MT

Micael Batista | Publicado em: 05/01/16 às 13:05
Mulher é detida após jogar balde com fezes e urina em pastor durante culto no MT

Mulher alega que sofria preconceito de religiosos por ser mãe solteira; ela vai responder por crime de ultraje a culto religioso

Uma mulher foi detida na noite de Ano Novo na cidade de Lucas do Rio Verde, no Mato Grosso, por ter atirado um balde de fezes e urina contra um pastor e demais religiosos que praticavam uma celebração em uma igreja.

A ocorrência foi por volta da 1h30 da manhã, quando a Polícia Civil foi acionada e conduziu a mulher de 47 anos até a delegacia. Ela alegou que era maltratada pelos colegas religiosos da igreja Assembleia de Deus por ser mãe solteira e que era vítima de preconceito por esse motivo.

A mulher assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) na delegacia e foi liberada logo em seguida. Ela responde por crime de ultraje a culto religioso. A Polícia ainda deve ouvir os outros envolvidos no caso.

As pessoas que foram atingidas pela substância foram encaminhadas ao hospital

 

“Vai Passar” na voz de Eliane Fernandes ultrapassa 200 milhões de views no YouTube

Sucesso gravado anteriormente na voz de Gerson Rufino, a canção segue atemporal e sendo um hit.


Ex-cantora gospel Priscilla Alcantara desabafa: “Odeio esse governo”

A cantora é mais uma celebridade da Rede Globo que faz questão de dizer que não apoia o presidente Jair Bolsonaro.


Damares Alves detona culto da Igreja Casa: “Apologia à pedofilia”

O culto vai acontecer neste sábado (13), e recebeu o nome de "Vem Novinha", o que gerou a revolta dos evangélicos.


Fim do período sabático? Volta do Oficina G3 agita a web

Às 15 horas desta sexta-feira (12), a banda irá se pronunciar em suas redes sociais, para acabar com todo o suspense.


Igreja Casa anuncia culto “Vem Novinha” e causa polêmica

O nome do culto está dando o que falar nas redes sociais e causando indignação por parte da comunidade evangélica.