Polêmicas

Ex-gospel, apresentador de TV é condenado pela justiça

O caso aconteceu depois que ele postou um vídeo em suas redes sociais, que ofendeu a deputada com a atitude inesperada

Micael Batista | Publicado em: 11/04/19 às 15:38
Ex-gospel, apresentador de TV é condenado pela justiça
Pastor preso (Reprodução)

Para quem não sabe, Danilo Gentilli já foi evangélico, da Igreja Batista e lá exerceu principal função. Ele era líder dos jovens e durante uma entrevista á revista 29Horas, relatou que possuía um sonho de ser pastor.

Segundo a entrevista cedida a revista, o humorista argumentou sobre a igreja, que foi essencial no momento em que teve grandes perdas em sua vida.

+Indignado, Paulo César Baruck lamenta morte de músico

Momentos difíceis da vida do apresentador

Nesse ínterim, Gentilli passou por muitos momentos difíceis, desafios que são comuns na vida de qualquer pessoa. A igreja para o humorista foi seu porto seguro. No entanto em menos de um ano, ele perdeu seu pai, logo após sua mãe sofreu um ataque cardíaco, e sua irmã, Karina sofreu um acidente de carro.

Assim sendo, a igreja foi um meio para que ele buscasse forças a fim de permanecer firme e com sua auto estima bem. Possuindo resiliência, Danilo conseguiu sobressair muito bem diante dessas dificuldades que enfrentou.

“Ficamos somente eu e minha mãe, com quem tenho ótimo relacionamento. O que nos segurou foi a religião, frequentávamos a Igreja Batista”, relatou Gentilli.

A princípio, ele também disse que durante esse tempo de crise, o mesmo começou a criar seus primeiros momentos como humorista. No entanto seu primeiro “Show” foi no púlpito, e desde então tem sido bastante conhecido e ganhado fama em todo mundo.

“As primeiras comédias que eu fiz foram no púlpito. Eu pregava muito, queria muito ser pastor. De verdade. Achava que estava fazendo uma boa coisa. E todas as pregações que fiz tinham comédia, eu sempre botava piada no sermão”, falou Danilo.

Mas por que Danilo foi preso?

+Líder religioso mais influente do mundo é internado as pressas

Porém suas “piadas”  acabaram-lhe prejudicando. Ao ter publicado um vídeo no dia 22 de Março no ano de 2016, ele acabou fazendo algumas piadas que acabou ofendendo a deputada federal Maria do Rosário (PT).

Portanto, o processo foi aberto em 2016, quando ele se referia a deputada , chamando-a de “nojenta”“falsa” “cínica. Pouco depois de haver recebido os papéis para o processo extrajudicial, o mesmo esfregou os documentos em suas partes íntimas. Após ter feito tal ato, ele ainda mandou de volta para Rosário, e isso acabou piorando a situação.

Durante a divulgação de sua condenação, as piadinhas continuaram, consequentemente aumentará o ódio em Maria do Rosário. Por fim em seu twitter ele pediu para que a deputada levasse para ele um cigarro e em um vídeo ironizou o fato com os funcionários do programa.

 

CGADB lamenta morte do pastor Dário Gomes vítima da Covid-19

O líder religioso estava entubado há três semanas e não resistiu às complicações da doença.


“Causa indeterminada”, diz polícia sobre ladrão que morreu após oração de pastor

O caso aconteceu na madrugada do dia 5 de junho e o desenrolar dos acontecimentos tomou um desfecho surpreendente.


Morte do pastor Anderson do Carmo completa dois anos

O pastor foi brutalmente assassinado na madrugada de 16 de junho de 2019, na garagem de sua casa, no Rio de Janeiro.


Polícia diz que “serial killer” de Brasília tem PACTO COM O DIABO

O psicopata invadiu uma chácara no dia 9 de junho e matou a tiros e facadas um casal e dois filhos.


Cantor de dupla gospel famosa é acusado de abusar sexualmente de duas sobrinhas

O denunciado abusou por diversas vezes das menores enquanto elas ficavam em sua residência.