Pastor

Elson de Assis: Stand up não é ministério

A afirmação do pastor repercutiu na web e acabou dividindo a opinião dos internautas

Caio Rangel | Publicado em: 24/12/19 às 15:49 Atualizado em 24/12/2019 15:55
Elson de Assis: Stand up não é ministério
Pastor Elson de Assis (Reprodução)

Um publicação feita pelo pastor Elson de Assis em seu Instagram oficial, acabou repercutindo muito na web, e causou uma enorme polêmica. Na imagem o pastor escreveu que Stand up não é ministério.

A repercussão em torno do tema foi tão grande que o pastor acabou excluindo o post do Feed de sua rede social.

Vale ressaltar que existem diversos humoristas evangélicos que fazem stand up como; Vini Rodrigues (Pr. Jacinto Manto), Daniel Araújo (Paxtorzão), Jonathan Nemer, o pastor Claudio Duarte, entre outros.

A afirmação do pastor Elson acabou causando uma enorme discussão, e dividiu a opinião dos internautas.

O site O Fuxico Gospel fez uma enquete com o tema no Instagram, e em seguida conseguiu o depoimento de alguns humoristas evangélicos.

Vini Rodrigues que interpreta o pastor Jacinto Manto, defendeu que ministério é serviço, ou qualquer atividade que é executada em prol do reino de Deus, e afirmou que coloca o seu serviço, que é o humor, também é em prol do reino de Deus.

Já o humorista Daniel Araújo (Paxtorzão), defendeu o pensamento do pastor Elson, e disse que o Stand up não é ministério. Daniel afirmou que biblicamente só existem cinco ministérios: mestre, profeta, evangelista, pastor, e apóstolo.

+ Igreja Universal oferece cura para depressão em três minutos

Entretanto, Daniel disse que não se preocupa em relação a ministério, mas afirmou que pode ter todos esses ministério através de tudo que faz em sua vida.

Por último o site ouviu o youtuber Paulo de Souza, o Paulinho do canal No Entanto. O youtuber afirmou que não tem nada contra quem faz stand up gospel, e aprecia toda forma de arte.

No entanto, ele disse que o problema está em contar piadas dentro da igreja, pois ali é um lugar onde as pessoas vão para serem direcionadas e edificadas, e não para ouvir piadas.

Ele também ressaltou que não se pode aceitar que pessoas peguem esse tema para se beneficiar, principalmente quando a vida de quem repudia o ato é bem pior do que aquilo que ele está criticando, e quando a vida do crítico é que é uma piada.

Na opinião do youtuber, quem é pregador itinerante industrializado, que prega a mesma mensagem em vários lugares, não tem moral para criticar o stand up. Segundo ele, esse tipo de pregador também se tornou um humorista.

+ Porta dos Fundos grava vídeo em resposta as críticas e tira sarro dos cristãos

Para concluir, Paulinho afirmou que um sistema religioso que abre as portas para stand up gospel dentro do seu templo, para juntar pessoas e levar entretenimento já é um sistema falido. Ele acrescentou dizendo que o stand up tem que ser fora do templo, pois Jesus tem que ser o centro e não as piadas.

Vale destacar que o pastor Elson de Assis, que deu início ao debate, já teve seu nome envolvido em várias polêmicas, e também foi alvo de muitas denúncias.

Confira na íntegra.

 

Mulher repreende pastor que tentou abraçá-la após profecia

O culto que estava sendo transmitido ao vivo teve o áudio interrompido quando a mulher repreendeu o "profeta".


“Se Cezinha prometeu, tem que ser macho pra cumprir”, diz Abílio Santana

Abílio divulgou um vídeo onde também justifica os ataques que fez ao pastor Silas Malafaia e defende o bispo Samuel Ferreira.


Saiba o destino do homem que matou a mãe de Delino Marçal

A mãe do cantor gospel foi assassinada a pancadas na última sexta-feira (14), na porta de sua igreja em Goiânia (GO).


Pastor cospe na mão e passa no rosto de fiel durante pregação

O religioso falava sobre como “mensagens vindas de Deus poderiam soar difíceis”.


Após 2 anos solteiro, Kleber Lucas assume namoro com Gracielly Mariano

O cantor estava solteiro desde maio de 2019, quando se separou da pastora Danielle Favato, com quem foi casado por quase 8 anos.