Política

Pastor Marco Feliciano é expulso do partido acusado de corrupção e assédio

Feliciano também é acusado de ter gasto R$ 157 mil do dinheiro público para fazer um tratamento odontológico

Caio Rangel | Publicado em: 10/12/19 às 7:28
Pastor Marco Feliciano é expulso do partido acusado de corrupção e assédio
Marco Feliciano (Reprodução)

Nessa segunda-feira (9), o pastor e deputado federal Marco Feliciano foi expulso do seu partido, o Podemos. Uma série de denuncias de corrupção contra ele fez com que a cúpula do partido chegasse a essa medida extrema.

O pastor é vice-líder do governo no Congresso e pré-candidato a vice de Bolsonaro em 2022. Feliciano é acusado de ter gasto R$ 157 mil para fazer um tratamento odontológico. A questão é que foi com dinheiro público.

+ Saiba quais foram os cantores gospel mais ouvidos no Spotify em 2019

As denuncias aceitas pelo presidente do Podemos no estado de São Paulo, Mário Covas Neto, foram apresentadas por filiados.

Feliciano é acusado de corrupção, assédio sexual, recebimento de propina, pagamento a funcionários fantasmas, até comentários incompatíveis sobre o cantor Caetano Veloso. Um dos casos destacados é o do tratamento dentário.

A ativista Patrícia Lélis, responsável por uma das denúncias de assédio sexual contra Feliciano, comentou a decisão. “Marco Feliciano foi expulso do partido Podemos, após uma série de acusações envolvendo inclusive assédio sexual no gabinete. Volto a dizer: Não fui a primeira vítima do Feliciano e muito menos a única, apenas a primeira a denunciá-lo”, publicou.

+ Samuel Mariano afirma que não irá parar de fazer shows para pastorear ADBrás JP

O deputado Marco Feliciano ainda não se manifestou sobre a decisão. O parlamentar está em viagem com o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo.

 

Família do Irmão Lázaro convoca evangélicos para jejum em prol da cura do cantor

Os últimos exames do músico constataram que houve uma redução na inflação do pulmão. Entretanto, a sua situação ainda é muito delicada.


Pastores de Pernambuco farão carreata para protestar contra decreto estadual

O decreto do governador Paulo Câmara (PSB) não reconhece as igrejas como serviço essencial.


Pastor é afastado após sugerir que mulheres emagreçam para os maridos

O religioso também pediu para as mulheres se submeterem aos desejos sexuais de seus maridos para que eles não "desviem".


Pastor sofre AVC durante confusão na Assembleia de Deus

A confusão aconteceu no decorrer da eleição para a nova diretoria da Assembleia de Deus Missões, em Campo Grande.


Pastor defende fechamento de igrejas e pede bom senso aos fiéis

O religioso disse que o fechamento das igrejas também lhe afeta, mas que diante das circunstâncias é preciso pensar na vida e na esperança.