Alessandro Vilas Boas leva repreensão de pastor no palco por causa de tatuagem

O cantor ficou conhecido no país inteiro por interpretar a canção "Eu Quero Conhecer Jesus"


9 meses atrás | Caio Rangel



Alessandro Vilas Boas (Reprodução)

O pastor e cantor gospel Alessandro Vilas Boas passou por um grande constrangimento durante a sua apresentação em um evento chamado Jovens Fortes.

Enquanto ministrava, um pastor subiu no palco e interrompeu o cantor por causas de suas tatuagens. O pastor se apoderou do microfone e disse que as tatuagens do músico haviam sido feitas quando ele estava longe de Jesus, e não era para estimular os jovens.

+ Cristo foi representado na Sapucaí? O que dizem os pastores

O episódio aconteceu durante a semana de carnaval em Goiás, na Goiânia Arena, em um evento promovido  pela União de mocidade das Assembleias de Deus do Estado de Goiás (UMADEGO).

O evento é um dos maiores do Brasil, e acontece anualmente durante o período do carnaval. A programação conta com vários cantores e pregadores do país.

O vídeo da repreensão foi publicado nas redes sociais e acabou viralizando. O músico no entanto, não revidou a provocação do pastor, e continuou a cantar normalmente.

+ Malu Mader afirma que as igrejas evangélicas estão prejudicando a cultura

Alguns famosos manifestaram apoio a Alessandro Vilas Boas nas redes sociais.

“Vergonha alheia, e olha que sou da ‘bleia’. Totalmente desnecessário”,  declarou o humorista Vini Rodrigues.

“Já passei por isso alguns anos atrás quando o auditório começava a bater palmas e assobiar comigo ministrando. Alguns pastores chegaram a tirar o microfone da minha mão para brigar com os jovens”, escreveu Soraya Moraes.

Os organizadores também se pronunciaram e se retrataram.

“Sentimos muito pelo ocorrido. O pastor que veio a falar isso para o nosso amigo é um pastor de costumes mais antigos. Tanto no palco, quanto nos bastidores, falamos com o Alessandro e pedimos perdão pelo ocorrido. O mesmo nos disse que está tudo tranquilo. É um assunto isolado de costumes do próprio pastor. Tentamos impedir, mas foi tarde demais. Assistam ao vídeo na íntegra de todo o congresso e verão que foi um assunto isolado e que no palco durante a programação nos retratamos”, declararam os organizadores.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por O Fuxico Gospel (@fuxicogospel) em




publicidade

Mais artigos

Andressa Urach diz que pensa em se matar

A notícia não é bem surpresa para os que a cercam. Amigos estão preocupados com a modelo, e temem que ele mergulhe numa profunda depressão depois de ter saído da Igreja Universal.


Flordelis cara a cara com a juíza

Ela não falou com a imprensa, mas seu advogado Anderson Rollemberg, voltou a defender sua inocência.


Pastor insinua que “mulher que usa cabelo curto é prostituta” durante pregação

Ele também diz em um trecho da pregação, que nos anos 1950, nem as prostitutas se vestiam como as mulheres da igreja se vestem hoje.


Quem vai sentar na cadeira do Antônio Dionízio?

Após 22 anos a COMADEMS realizará eleição para a escolha de um novo presidente.


Assembleia de Deus apoia candidato do PT no 2º turno

Sem citar o partido a que o candidato é filiado, o bispo diz apenas que o número dele é 13.


Os 7 demônios de Andressa Urach

Desde que saiu da igreja e decidiu pedir todas as ofertas que deu lá, ela começou a se comportar de maneira estranha.


Carlinhos Maia grava vídeo ouvindo Kemilly Santos

A cantora gospel publicou o vídeo em suas redes sociais


Covid-19 causa cancelamento da gravação do DVD de J. Neto

O comunicado foi feito pelo próprio artista e compartilhado nas redes sociais.


Damares renova contrato com a Sony

Ela agradeceu a todo o apoio que recebeu nos últimos 10 anos de Sony Music, e se disse desafiada ao novo formato de música digital.


O novo crime de Flordelis

Segundo foi amplamente divulgado esse fim de semana pela midia, Flordelis usou mais de R$93 mil do CEAP (Conta para Exercício da Atividade Parlamentar), para pagar a uma empresa que gerencia suas redes sociais.