TSE acata pedido de Lauriete para desfiliação partidária por justa causa

Lauriete também acusa o seu ex-marido Magno Malta de"gerar um clima de notória perseguição" contra ela


5 meses atrás | Caio Rangel



Deputada Federal Lauriete (Reprodução)

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE), acatou por unanimidade a ação declaratória de justa causa para desfiliação partidária do Partido Liberal (PL), da deputada federal (ES), Lauriete Malta, eleita em 2018.

Por conta da pandemia do novo coronavírus, a sessão plenária aconteceu nessa terça-feira (5), por meio de videocoferência. Na ação relatada pelo ministro Sérgio Banhos, a deputada afirma ter sofrido grave discriminação pessoal por parte do Diretório Nacional do PL, o que fundamentaria a saída justificada dela na legenda.

+ Bento XVI diz que casamento gay é obra do anticristo

Lauriete também acusa o seu ex-marido Magno Malta de”gerar um clima de notória perseguição” contra ela. O ex- senador é presidente regional do partido.

A deputada federal alega que após o divócio com Malta, não foi convidada para nenhuma reunião do diretório estadual do partido.

O  ministro Sérgio Banhos, analisou o caso e destacou que a autonomia partidária não torna a legenda imune ao controle do Poder Judiciário.

“Não serve à autonomia partidária a legitimação de desmandos e abusos perpetrados por dirigentes partidários em descompasso com a sua finalidade, que é viabilizar, por meio do livre e democrático debate intrapartidário, a expressão da vontade popular”, escreveu Banhos em seu voto.

+ Pastor José Wellington anuncia a volta de cultos presenciais na AD Belenzinho

Os ministros  do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), rejeitaram a preliminar apresentada pelo partido, que pedia a extinção do processo sem resolução do mérito.




publicidade

Mais artigos

É mole? Flordelis pode ganhar R$2 milhões com história da morte do marido

Uma produtora americana teria oferecido U$$ 400 mil dólares pela história


A dura punição da Deus é Amor contra o pastor que agrediu a esposa ao vivo

Em um vídeo, o pastor David Miranda Neto falou sobre o caso, e reforçou o repúdio ao que fez o tal pastor.


Pastor que agrediu esposa ao vivo pode ser preso a qualquer momento

O pastor pode ser enquadrado na Lei Maria da Penha por violência psicológica


Maior ladrão de banco do país vivia como pastor evangélico

Ele foi preso essa semana após uma operação integrada das policias Militar e Civil, na cidade de Tajupá, no interior de São Paulo.


RR Soares “dedura” Eduardo Bolsonaro à Polícia Federal

O depoimento faz parte do inquérito que apura o financiamento dos atos antidemocráticos.


Deputado Otoni de Paula sobre cassinos; “Não posso negociar meus valores”

A aprovação do projeto é do interesse do presidente Jair Bolsonaro


Pastor que agrediu a esposa ao vivo pede perdão

- Eu quero aqui publicamente pedir perdão a minha esposa. - falou ele a ela, que ficou o tempo todo de cabeça baixa.


Sem saber que estava ao vivo, pastor agride a esposa em live

O pastor costuma fazer lives religiosas, com leituras da bíblia e profecias que normalmente atraem um número razoável de pessoas.


Lembra da profecia de Daciolo sobre o Gideões? Com medo de morrer, pastor teria pedido perdão

Daciolo teria o perdoado e orado com ele.


Saiba quem é o pastor que foi encontrado morto em casa de prostituição

O pastor estava na cidade para inaugurar um templo