Vídeos

“Serva de Deus”, espanca homossexual com barra de ferro

Ela alegou que vítima teria que morrer por causa da sua orientação sexual

Caio Rangel | Publicado em: 30/06/20 às 14:38
“Serva de Deus”, espanca homossexual com barra de ferro
Mulher agride homossexual (Reprodução)

Uma cena lamentável de intolerância envolvendo uma mulher que se dizia “serva de Deus” foi registrado Cuiabá, no Mato Grosso. A mulher espancou um homem gay, funcionário de uma agência de turismo alegando que vítima teria que morrer por causa da sua orientação sexual.

As agressões foram filmadas e rapidamente o vídeo viralizou na internet, gerando revolta entre os usuários das redes sociais, que não concordaram com a ação da suposta religiosa.

+ Pastor que não acreditava na Covid-19 morre vítima do vírus

No vídeo a mulher afirma que acima dela “só Deus”, e faz vários comentários homofóbicos. A gravação foi feita por pessoas que passavam pelo local, acompanhando o rapaz agredido. Eles estavam em uma rodoviária, em frente ao local de trabalho da vítima.

A vítima tentou escapar da mulher entrando na loja que trabalhava. No entanto, a agressora perseguiu o rapaz com uma barra de ferro, tentando espancá-lo.

Em desespero, ele pediu para a mulher parar com os ataques e se afastar dele.

Assista ao vídeo.

 

CGADB lamenta morte do pastor Dário Gomes vítima da Covid-19

O líder religioso estava entubado há três semanas e não resistiu às complicações da doença.


“Causa indeterminada”, diz polícia sobre ladrão que morreu após oração de pastor

O caso aconteceu na madrugada do dia 5 de junho e o desenrolar dos acontecimentos tomou um desfecho surpreendente.


Morte do pastor Anderson do Carmo completa dois anos

O pastor foi brutalmente assassinado na madrugada de 16 de junho de 2019, na garagem de sua casa, no Rio de Janeiro.


Polícia diz que “serial killer” de Brasília tem PACTO COM O DIABO

O psicopata invadiu uma chácara no dia 9 de junho e matou a tiros e facadas um casal e dois filhos.


Cantor de dupla gospel famosa é acusado de abusar sexualmente de duas sobrinhas

O denunciado abusou por diversas vezes das menores enquanto elas ficavam em sua residência.