Vídeos

“Serva de Deus”, espanca homossexual com barra de ferro

Ela alegou que vítima teria que morrer por causa da sua orientação sexual

Caio Rangel | Publicado em: 30/06/20 às 14:38
“Serva de Deus”, espanca homossexual com barra de ferro
Mulher agride homossexual (Reprodução)

Uma cena lamentável de intolerância envolvendo uma mulher que se dizia “serva de Deus” foi registrado Cuiabá, no Mato Grosso. A mulher espancou um homem gay, funcionário de uma agência de turismo alegando que vítima teria que morrer por causa da sua orientação sexual.

As agressões foram filmadas e rapidamente o vídeo viralizou na internet, gerando revolta entre os usuários das redes sociais, que não concordaram com a ação da suposta religiosa.

+ Pastor que não acreditava na Covid-19 morre vítima do vírus

No vídeo a mulher afirma que acima dela “só Deus”, e faz vários comentários homofóbicos. A gravação foi feita por pessoas que passavam pelo local, acompanhando o rapaz agredido. Eles estavam em uma rodoviária, em frente ao local de trabalho da vítima.

A vítima tentou escapar da mulher entrando na loja que trabalhava. No entanto, a agressora perseguiu o rapaz com uma barra de ferro, tentando espancá-lo.

Em desespero, ele pediu para a mulher parar com os ataques e se afastar dele.

Assista ao vídeo.

 

“Não deixei de fumar cigarro rápido”, revela cantora gospel Daniela Araújo

A cantora gospel também já teve problemas com álcool e drogas, mas conseguiu dar a volta por cima.


Vaza vídeo do pastor André Vitor chamando crianças de demônios

A atitude do pastor é repudiada por Wesley Safadão, que repreende o religioso no vídeo.


Apóstolo Gerdal Costa é preso por exploração do trabalho infantil

Além do apóstolo, a sua esposa bispa Seuma Costa, e seu filho, pastor Gerdal Junior, também foram presos.


Felipe Heiderich relembra passado com André Vitor: “Foi muito cruel comigo”

O pastor André Vitor foi padrinho do casamento de Felipe com a pastora Bianca Toledo.


Por que Thalles Roberto não consegue mais compor nenhum hit gospel?

Em 2015, o cantor gospel disse que estava "acima da média" e que compor música gospel era como "dar tapa em bêbado".