Se torne assinante premium e tenha acesso a conteúdo exclusivo.
 
Cantora

Cantora Pamela sofre boicote após cantar música secular em live

Pamela cantou a música "A Lenda", conhecida na voz de Sandy e Junior

Caio Rangel | Publicado em: 15/08/20 às 11:09
Cantora Pamela sofre boicote após cantar música secular em live
Cantora Pamela (Reprodução)

A cantora gospel Pamela vem sofrendo várias críticas desde a sua última live intitulada de “Tour do Amor”. O motivo foi por ela ter cantado algumas músicas românticas não evangélicas.

Em um determinado momento da live, ela cantou a música “A Lenda”, um dos maiores sucessos interpretados pela daupla Sandy e junior.

+ Isabelle Dias estreia no cenário gospel musical com o single “Noiva”

A live aconteceu no dia 28 de julho, mas Pamela continua sendo “penalizada” por causa da música. Além das críticas, a artista perdeu vários inscritos no Youtube, e também desceu várias posições na lista de artista gospel mais ouvido nas plataformas digitais.

A exemplo de pamela, a cantora priscilla Alcantara também foi alvo de muitas críticas ao realizar uma live mista, que misturava música gospel e secular.

Confira o vídeo.

 

A política é do diabo? Pastor Junior Trovão responde

O pastor disse que projetos de lei contra a família e a igreja estão tramitando no Congresso, porque a Igreja está entregando a política ao diabo.


Bens declarados de Marco Feliciano é o dobro dos do presidente Bolsonaro

O parlamentar evangélico declarou ao TSE um patrimônio de R$ 4.797,415,75, enquanto o do presidente foi de R$ 2.317.554,73.


“Vai Passar” na voz de Eliane Fernandes ultrapassa 200 milhões de views no YouTube

Sucesso gravado anteriormente na voz de Gerson Rufino, a canção segue atemporal e sendo um hit.


Ex-cantora gospel Priscilla Alcantara desabafa: “Odeio esse governo”

A cantora é mais uma celebridade da Rede Globo que faz questão de dizer que não apoia o presidente Jair Bolsonaro.


Damares Alves detona culto da Igreja Casa: “Apologia à pedofilia”

O culto vai acontecer neste sábado (13), e recebeu o nome de "Vem Novinha", o que gerou a revolta dos evangélicos.