Padre é afastado após celebrar casamento gay em São Paulo

O religioso permanecerá afastado de suas funções até 7 de dezembro, e não vai poder celebrar matrimônios por um ano


2 meses atrás | Caio Rangel



Padre Vicente Paula Gomes(Reprodução)

Na manhã desta quarta-feira (27) a Diocese de Assis (SP),  publicou um documento que determina punições ao Padre Vicente Paula Gomes.

O religioso celebrou uma união homoafetiva no ano passado. Padre Vicente estava afastado de suas funções desde 12 de dezembro de 2019.

“Enquanto sacerdote e pároco, sua má conduta na ação celebrativa incentivou a cultura gay, gerando escândalo”, descreveu a diocese no documento.

O casamento entre os dois homens que não tiveram as identidades reveladas, aconteceu em uma chácara no ano passado. Além de celebrar o casamneto, o padre chegou a defender o direito do casal ser considerado uma família e abençoou a união.

+ Malafaia é processado por Thammy Miranda: “O que ele fez é crime”

Na decisão de hoje, assinada pelo bispo diocesano de Assis, Dom Argemiro de Azevedo, não houve denúncia formal contra o padre, entretanto, a repercuação do casamento foi muito grande nas redes. Por conta disso, foi instaurado um procedimento de investigação.

De acordo com adiocese, o padre se arrependeu do ato e pediu perdão. Ele também não havia cometido nenhum outro delito contra a igreja, e acatou as medidas cautelares exigidas. Ele também se comprometeu em corrigir e reparar o “escândalo”, segundo o documento.

“Arrependido, pediu perdão do ato inconsequente ao celebrar a união estável homoafetiva, não obstante ao escândalo eminente”, diz o documento.

Por conta disso, o religioso permanecerá afastado de suas funções até 7 de dezembro. Após esse período será readmitido, mas não vai poder celebrar matrimônios por um ano.Além disso, o documento estabelece que o padre deverá fazer um curso sobre matrimônio em 2021.




publicidade

Mais artigos

Artistas gospel lamentam a morte de Arolde de Oliveira

O senador morreu nesta quarta-feira (21/10) vítima da Covid-19


Arolde de Oliveira, fundador da MK, morre vítima de Covid-19

Arolde deixa esposa, a empresária Yvelise de Oliveira, e uma filha, a diretora artística Marina de Oliveira.


MK esconde estado de saúde de Arolde e Yvelise após Covid-19

Bolsonarista, não se sabe se Arolde está fazendo uso da cloroquina ou hidroxicloroquina.


Fiéis pedem expulsão do pastor Antônio Dionízío da Assembleia de Deus após vídeo com amante

O pastor foi flagrado dando tapinhas no bumbum de uma mulher, identificada como sendo sua amante


Pato usando crucifixo e meias na Praia da Macumba vira mistério

Religiosos acreditam que o pato foi usado em algum ritual de magia negra.


Foto de Ana Paula Valadão com jaca na cabeça vira piada na internet

A imagem viralizou nas redes sociais


Presidente da Assembleia de Deus da “tapinha na bunda” de amante e vídeo vaza

À COMADEMS, Dionízio alegou que a mulher que aparece no vídeo seria sua namorada


Veja fotos da pastora que deixou a igreja para virar modelo de site adulto

Com 36 anos, ela defende que sair da igreja não significa ficar longe de Deus.


Nasceu o primeiro filho da cantora gospel Daniela Araújo

Foi a própria Daniela Araújo quem deu a notícia, se dizendo apaixonada.


Live “Gospel” do Vovô Raul Gil terá de Claudio Duarte a Thalles Roberto

Não perca esse super evento: dia 21 de outubro no Canal Oficial do Vovô Raul Gil no Youtube