Polêmicas

Jovem foi expulsa da Igreja Batista da Lagoinha por ser lésbica

Ela ficou isolada no sítio Estância Paraíso, e por diversas vezes foi submetida às sessões de exorcismo.

Caio Rangel | Publicado em: 28/01/21 às 11:05 Atualizado em 28/01/2021 11:22
Jovem foi expulsa da Igreja Batista da Lagoinha por ser lésbica
Cláudia Baccile e sua esposa (Reprodução)

Cláudia Baccile era uma jovem que tinha um sonho de ser ministra de louvor e seguir os passos da cantora, pastora e líder da banda Diante do Trono, Ana Paula Valadão.

No ano de 2009, quando a jovem estava com 19 anos, ela deixou a família em Brasília (DF), para estudar “louvor e adoração” com as estrelas do Diante do Trono, incluindo a própria Ana Paula Valadão, e outros professores.

Dois anos depois, mesmo tendo sido aprovada em todas as disciplinas, Cláudia foi expulsa e impedida de pegar o diploma por ser lésbica.

“O pastor líder disse que o nome do ministério não podia ser associado a pessoas como eu”, lembra. Era o desfecho de uma sequência de experiências traumáticas no ambiente religioso, que causaram à jovem danos psicológicos permanentes. Para “curar” a homossexualidade, ela relata que foi isolada em um sítio, submetida à exorcismos, e fez sessões de terapia com psicólogos da própria Igreja Batista da Lagoinha.

Atualmente, Cláudia está com 30 anos, e é casada com uma mulher. Ela conta que convive com as sequelas do sofrimento intenso que sofreu nos anos de seminário, e que ainda hoje toma antidepressivos e ansiolíticos.

De acordo com o site BHAZ, por diversas vezes, alguns pastores fizeram orações para expulsarem “os demônios” de Cláudia. Isolada no sítio Estância Paraíso, pertencente à Igreja Batista da Lagoinha, ela teve uma crise de ansiedade.

“Uma obreira a quem pedi socorro disse que minha taquicardia era o mover do Espírito Santo.”, disse Cláudia.

Em três dias de internação, Cláudia cumpriu uma rotina intensa de orações, palestras e cultos, em que ouvia sobre curas de homossexuais, de vícios em bebidas e drogas, conversão de adúlteros e arrependimentos de pessoas que roubavam.

“É um lugar para casos perdidos, na visão deles. Pessoas com depressão e todo tipo de vícios. No seminário, víamos quem ia à Estância como um doente internado no hospital”, lembra.

A Estância Paraíso é um retiro espiritual frequentado por famosos como a artista Simone, da dupla sertaneja Simone e Simaria. O local, ligado ao ministério de cura e recuperação da Lagoinha, é liderado pela pastora Ezenete Rodrigues, outro nome forte do Diante do Trono.

Este ano, o Ministério Público Federal (MPF) aceitou uma denúncia de homofobia contra a cantora Ana Paula Valadão. O motivo é um vídeo de 2016, que veio viralizar agora, em que ela afirma que a homossexualidade “não é normal”. “Tá aí a aids para mostrar que a união sexual entre dois homens causa uma enfermidade que leva à morte e contamina as mulheres”, falou a cantora gospel.

 

Ex-pastora faz sucesso com venda de nudes na web

Ela garante que isso a transformou em uma mãe melhor, pois agora consegue conversar abertamente com os filhos sobre sexo.


Morre pastor Henrique, pai da ministra Damares Alves, aos 92 anos

O reverendo atuava como pastor na Igreja do Evangelho Quadrangular.


Pastor é suspeito de matar adolescente de 14 anos

Ela foi encontrada em uma propriedade ao lado da casa do pastor. O corpo estava com um hematoma no pescoço e uma lesão na boca.


Mesmo “imunizado”, pastor José Wellington está na UTI com Covid-19

A família divulgou um novo boletim médico com informações atualizadas sobre o estado de saúde do religioso.


Inocência provada: Marcos Pereira é absolvido pela Justiça

Durante o tempo em que passou na prisão, o pastor aproveitou para evangelizar os presos e pregar o evangelho.