Crime

Pastor é assassinado com seis tiros na porta de casa

O líder religioso tinha acabado de celebrar o culto, e estava em casa com a família.

Caio Rangel | Publicado em: 26/01/21 às 9:34
Pastor é assassinado com seis tiros na porta de casa
Pastor Christian André Souza (Reprodução)

O pastor evangélico Christian André Souza, de 40 anos, foi assassinado na porta de casa, na noite deste domingo (24), em Itueta (MG).

De acordo com a Polícia Militar, o religioso foi atingido por seis disparos pouco tempo depois de ter chegado em casa. Ele morava ao lado da igreja, e após ter celebrado um culto foi para sua residência com a família.

Após a chegada de Christian, um homem apareceu em sua porta chamando por ele. Quando o pastor foi até a porta, o suspeito atirou nele e fugiu de moto.

+ “DANI-SE”: O podcast do humorista gospel Daniel Araújo

De acordo com as testemunhas, durante a pregação, o pastor afirmou que no ano passado havia sofrido uma ameaça de morte.

A PM também foi informada que Christian teve uma discussão com um inquilino de um apartamento, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Além disso, o pastor também testemunhou contra um homem suspeito de ter estuprado a própria filha. Este homem foi preso, mas depois de ter sido solto, desapareceu. E os familiares culparam o pastor pelo desaparecimento.

Todas as informações levantadas serão apuradas pela Polícia Civil para descobrir a autoria e a motivação do crime.

Christian André Souza era pastor da primeira Igreja Batista de Itueta.

 

 

Pastor presidente da AD no Piauí é internado com Covid-19

O pastor precisou ser internado após apresentar alteração em sua saturação.


Kajuru detona Malafaia após reportagem do UOL: “Pilantra”

Malafaia usou as redes sociais para se defender e chamar o senador de "canalha".


Em meio a conflitos, Agenor Duque vai a Israel para realizar ato profético

O destino do apóstolo será o Vau de Jaboque, onde Jacó lutou contra um anjo e foi marcado, segundo as escrituras sagradas.


Bispa diz que foi feito ritual satânico para matar MC

De acordo com a religiosa, seis nomes de funkeiros foram apresentados em um ritual satânico para eles morrerem.


Felipe Heiderich e Bruno de Simone anunciam casamento

Na live, Felipe também revelou que a vereadora Mônica Benício, viúva de Marielle Franco, será a sua madrinha de casamento.