Cantor

Cantor de dupla gospel famosa é acusado de abusar sexualmente de duas sobrinhas

O denunciado abusou por diversas vezes das menores enquanto elas ficavam em sua residência.

Caio Rangel | Publicado em: 15/06/21 às 17:00
Cantor de dupla gospel famosa é acusado de abusar sexualmente de duas sobrinhas

De acordo com a ação penal em andamento, entre os dias 4 a 21 de agosto de 2016, o pastor e cantor gospel Júlio César Ribeiro, supostamente, o integrante da dupla “Julio Cesar e Marlene”, foi interrogado e qualificado no processo de violência doméstica pela prática do crime de estupro de vulnerável contra duas sobrinhas menores de 14 anos.

A informação foi divulgada nesta terça-feira (15), no Instagram “Nossas Histórias Curam”, uma página que denuncia abusos sexuais cometidos no ambiente religioso e fora dele, e que pertence ao pastor Anderson Silva, da Vivo por Ti, Igreja em Movimento de Brasília, DF.

A página afirma que, segundo o apurado, na época, Júlio era pastor evangélico na Igreja Assembleia de Deus e integrante de uma dupla da cidade de Sorocaba (SP). Ainda de acordo com a denúncia, o cantor é tio das crianças, que tinham 10 anos na época dos fatos.

O denunciado abusou por diversas vezes das menores enquanto elas ficavam em sua residência, pelo fato de os pais as deixarem lá, com o intuito de que ficassem sob sua supervisão e seus cuidados, mas este se aproveitou da situação e praticou atos libidinosos contra as vítimas.

Segue um trecho do relato de uma das menores: “Eu costumava ir na casa do meu tio quando não tinha ninguém pra ficar comigo em casa. Isso tudo durou basicamente por um ano. No começo nada demais estava acontecendo, mas depois ele começou a ficar pegando na minha bunda. Eu ficava debaixo das cobertas e meu tio colocava a mão e ficava acariciando, eu falava pra ele parar e fingia que estava tudo bem – foi assim durante vários meses.”

Segundo a página, Júlio César Ribeiro foi autuado, como incurso, por duas vezes, no art. 217-A do Código Penal, considerando-se que houve um crime de estupro de vulnerável contra cada uma das vítimas, o ele foi condenado a cumprir a pena de 24 anos de reclusão.

O processo já foi sentenciado e a defesa do acusado já entrou com recurso de Apelação, porém não foi concedida a absolvição.

Ainda cabe recurso e ele responderá em liberdade até o trânsito em julgado da ação penal, segundo informações prestadas por Jacob Filho, advogado das vítimas.

Para conferir a fonte dessa informação clique aqui.

 

Júlio César e Marlene

 

 

Pastor Alexandre Silva prepara caravana para viagem à Israel

O líder da TDM Church, em Massachusetts, se referiu à cidade de Jerusalém como a capital espiritual do planeta terra.


Segundo juiz, Valdemiro Santiago recebeu quantia milionária da Igreja Mundial

Só no ano de 2020, a igreja repassou mais de R$ 1,2 milhão para o religioso.


Com câncer, Pr. Cláudio Claro está internado em estado grave

O religioso que é líder do Ministério Tabernáculo de Davi precisa urgente de transfusões de sangue de qualquer tipo.


Pastor da Igreja Atitude, esposa e filha morrem em grave acidente

A única sobrevivente foi a filha mais velha do casal, de 10 anos.


Revelação tenebrosa sobre Leonardo Sale e Paulo Neto circula na web

O youtuber Feliciano Lima afirma que mais escândalos estão prestes a acontecer no meio do povo evangélico.