Pastor

Pastor que dizia ser “intérprete de Deus” é acusado de abuso sexual

O pastor Esney Martins da Costa é líder da igreja Renascendo para Cristo, em Goiânia.

Caio Rangel | Publicado em: 02/08/21 às 9:14
Pastor que dizia ser “intérprete de Deus” é acusado de abuso sexual
Pastor Esney Martins (Reprodução)

O pastor Esney Martins da Costa, líder da igreja Renascendo para Cristo, foi acusado de abuso sexual por pelo menos três mulheres que frequentavam a sua igreja. A denominação fica sediada em um bairro de classe média alta na cidade de Goiânia (GO).

A polícia já abriu dois inquéritos para investigar esse caso; uma das vítimas é uma adolescente de 16 anos.

Além das recentes denúncias, o religioso acumula uma pilha de acusações ao longo dos anos, como: “Crime de estupro, crime de importunação sexual. Tem também a posse sexual mediante fraude, tem crime de ameaça, crime de lesão corporal, porque ele batia nas vítimas”.

O pastor se autodenominava “intérprete da vontade de Deus”, e foi com esse discurso que ele conseguiu molestar uma das vítimas.

“Ele falava que era para o meu crescimento espiritual, que era pra eu crescer na vida. Ele às vezes confunde até a mente da gente em acreditar que o que ele faz vem de Deus”, contou a vítima.

De acordo com a primeira vítima, ao contar ao pastor que tinha sido abusada sexualmente quando era criança, ele insistiu ainda mais: “Você vai ter que passar pela ferida para ser curada. E aí eu fiquei: ‘meu Deus, eu vou ter que ser molestada de novo para ser curada de um trauma que eu fui na infância?’ Então isso não me deixava dormir”, relembra.

A segunda vítima conta que o argumento era o mesmo. “Falava que eu era lésbica e que precisava de tratamento, tratamento de Deus. Na época eu trabalhava, tinha um emprego muito bom. E ele disse que eu tinha que sair do emprego e depender de Deus. Ele falava que minha família não prestava e que eu tinha que me afastar da família”, revela.

A terceira vítima, uma menor de 16 anos, também viveu momentos difíceis nas garras do acusado. Os abusos foram descobertos quando a mãe viu o celular da adolescente e ela acabou falando.

“Todas as vezes que ela ia, ela chegava em casa chorando e se mutilava – as pernas, as costas. E eu comecei a desconfiar. Foi um choque. Quando eu vi aquilo, o meu mundo desabou. Eu morri ali. Eu me sinto culpada, eu me sinto culpada de tudo, mas eu também fui vítima disso tudo. Ele me enganou!”, lamenta a mãe dela.

As denúncias chegaram à Defensoria Pública e foram encaminhadas à Delegacia da Mulher do estado.

O pastor Esney Martins não quis se manifestar sobre o caso. Em nota, a sua advogada disse que o seu cliente já foi ouvido pela Delegacia da Mulher e que prestou todas as informações solicitadas. Disse ainda que ele se coloca à disposição da Delegacia de Proteção à Criança e Adolescente, onde foi aberto o inquérito da jovem.

 

Cantor gospel e pastor Cláudio Claro morre vítima de câncer

Cláudio Claro deixa como legado canções queridas por igrejas de todo o Brasil, como Videira, Pão da Vida, Libertador e Profetiza


Cantora gospel Lydia Moisés revolta seguidores com posts sobre política

Alguns fãs questionaram a cantora e pediram para ela defender o evangelho do mesmo jeito que ela defende o presidente.


Igreja Evangélica elege primeiro bispo transgênero

Nos próximos seis anos, o reverendo de 41 anos, que se identifica como homem e mulher, irá chefiar o Sínodo da ELCA.


Andressa Urach é internada em hospital de Porto Alegre

A modelo foi diagnosticada com uma forte infecção urinária, que já está sendo tratada.


Pastor é morto e enterrado pelo próprio filho de 15 anos

O adolescente e mais dois amigos foram apreendidos pela polícia. O corpo de Jonas dos Santos foi enterrado nesta quinta-feira (16).