Polêmicas

Justiça absolve Marco Feliciano por chamar Caetano Veloso de pedófilo

O juiz considerou que o deputado “exerceu direito de crítica”. A defesa do cantor irá recorrer da decisão.

Caio Rangel | Publicado em: 14/09/21 às 14:56
Justiça absolve Marco Feliciano por chamar Caetano Veloso de pedófilo
Caetano Veloso e Marco Feliciano (Reprodução)

O cantor Caetano Veloso perdeu o processo que movia contra o pastor e deputado Marco Feliciano (Republicanos-SP).

O artista foi chamado de pedófilo pelo parlamentar em 2017. Feliciano disse que o músico estuprou Paula Lavigne, com quem ele depois se casaria. Quando Caetano e Paula ficaram juntos pela primeira vez, ela tinha 13 anos e ele 40. Ou seja, ela era adolescente, e ele um homem com 27 anos de diferença.

Na época, o deputado usou suas redes sociais para pedir que o Ministério Público recomendasse a prisão do cantor e compositor baiano. “Estupro é crime imprescritível”, disse na ocasião.

O juiz Nelson Ferreira Junior, da 6ª Vara Criminal de Brasília, absolveu o pastor Marco Feliciano das queixas-crimes apresentadas por Caetano Veloso por calúnia, difamação e injúria.

Na tarde desta segunda-feira (13), Feliciano publicou no Twitter uma mensagem comemorando a decisão da Justiça.

“Em tempos obscuros a esperança brilha forte! Nenhum brasileiro pode ser punido por sua opinião! Justiça foi feita! Obrigado a todos que se solidarizaram comigo!”, disse o pastor.

A defesa do cantor disse que irá recorrer da decisão. O advogado Ticiano Figueiredo, que representa Caetano, disse que Feliciano usou a figura do artista para buscar popularidade.

“Não se pode aceitar como livre exercício do direito de crítica a atitude de quem usa o outro para alavancar popularidade, imputando-lhe falsamente crime e atos infamantes, tornando a si e à sua família alvo de seus seguidores, algo que acontece nos últimos cinco anos”, diz o advogado. “A defesa tem convicção de que reverterá essa decisão absurda no âmbito do Tribunal de Justiça do Distrito Federal”, concluiu Figueiredo.

 

Cantor gospel e pastor Cláudio Claro morre vítima de câncer

Cláudio Claro deixa como legado canções queridas por igrejas de todo o Brasil, como Videira, Pão da Vida, Libertador e Profetiza


Cantora gospel Lydia Moisés revolta seguidores com posts sobre política

Alguns fãs questionaram a cantora e pediram para ela defender o evangelho do mesmo jeito que ela defende o presidente.


Igreja Evangélica elege primeiro bispo transgênero

Nos próximos seis anos, o reverendo de 41 anos, que se identifica como homem e mulher, irá chefiar o Sínodo da ELCA.


Andressa Urach é internada em hospital de Porto Alegre

A modelo foi diagnosticada com uma forte infecção urinária, que já está sendo tratada.


Pastor é morto e enterrado pelo próprio filho de 15 anos

O adolescente e mais dois amigos foram apreendidos pela polícia. O corpo de Jonas dos Santos foi enterrado nesta quinta-feira (16).