Cantor gospel é acusado de dar calote de R$ 300 mil em grifes de luxo

O cantor também tinha um falso escritório para passar credibilidade e aplicar os golpes.

Caio Rangel | Publicado em: 20/10/21 às 11:34h Atualizado em 20/10/2021 11:37