Política

Novo Código Eleitoral permite propaganda política em igrejas

Além das igrejas, universidades também poderão ser usadas para fazer propaganda eleitoral.

Caio Rangel | Publicado em: 08/10/21 às 10:11
Novo Código Eleitoral permite propaganda política em igrejas
Bispo Edir Macedo e Jair Bolsonaro (Reprodução)

O Novo Código Eleitoral que foi aprovado na Câmara dos Deputados tem dado o que falar. Agora, igrejas e universidades poderão ser usadas para fazer propaganda eleitoral.

Anteriormente, essas instituições eram proibidas de receber debates públicos sobre política durante o período eleitoral. Entretanto, o novo código não valerá para as eleições de 2022. Para isso, ele deveria ter sido aprovado e sancionado antes do dia 2 de outubro.

“Com o intuito de assegurar a liberdade de expressão, as manifestações proferidas em locais em que se desenvolvam atividades acadêmicas ou religiosas, tais como universidades e templos, não configuram propaganda político-eleitoral e não poderão ser objeto de limitação”, diz o artigo 483, do inciso 3 do PLP – 112-2021.

Com a aprovação do novo código, igrejas e candidatos ficam livres das acusações de abuso de poder religioso, ato que fez com que muitos políticos perdessem seus mandatos por participarem de eventos religiosos e receberem apoio de igrejas.

 

Fim dos tempos? Estátua em praça da ONU tem semelhança com a ‘besta’

A estátua de madeira foi instalada na praça das Nações Unidas, em Nova York, e tem deixado os evangélicos inquietos.


Cantora gospel Isadora Pompeo se despede das redes sociais

A cantora afirmou que as redes sociais lhe desestabilizaram, pois o seu nome estava chegando primeiro que a sua mensagem.


Bolsonaro convida Wesley Ros para concorrer a deputado federal em 2022

O encontro do pastor Wesley Ros com o presidente Jair Bolsonaro aconteceu no Palácio da Alvorada nesta sexta-feira (03).


Pastor Anderson Silva detona grupo Kemuel após escândalo

"Vive um padrão de pecado, mas faz parte do sistema que produz dinheiro", disse o pastor líder da Igreja Vivo Por Ti.


Posse de André Mendonça no STF é marcada para o dia 16 de dezembro

O recesso do judiciário inicia no dia 20 de dezembro, e André Mendonça só começará seus trabalhos no ano que vem.