Religião

Veja alguns líderes religiosos que foram acusados de cometer crimes

A cada ano vários escândalos surgem no âmbito religioso, expondo crimes que até então eram praticados sem a menor desconfiança dos fiéis.

Caio Rangel | Publicado em: 26/10/21 às 15:46 Atualizado em 26/10/2021 15:50
Veja alguns líderes religiosos que foram acusados de cometer crimes
Líderes religiosos envolvidos em crimes (Reprodução)

O simples fato de serem líderes religiosos não isenta essas autoridades eclesiásticas de responderem a crimes como estelionato, assassinatos, corrupção e até abusos sexuais.

A cada ano vários escândalos surgem no âmbito religioso, expondo crimes que até então era praticados sem a menor desconfiança dos fiéis e seguidores.

Veja abaixo 5 religiosos que estão envolvidos em crimes.

Padre Robson

Padre Robson

O líder católico, que já era muito conhecido, ficou ainda mais famoso quando foi descoberto um grande esquema de desvio de dinheiro da Associação Filhos do Pai Eterno (AFipe). A entidade é responsável pelo Santuário Basílica, em Goiás.

Segundo as denúncias, as doações dos fiéis eram desviadas para compra de fazendas, casas de praia e até aviões.

As investigações do Ministério Público de Goiás (MP-GO) contra os supostos crimes financeiros do padre iniciaram em 2020. Contudo, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) arquivou o processo.

Cantora gospel e pastora Flordelis

Cantora Flordelis (Reprodução)

Cantora Flordelis (Reprodução)

A cantora gospel e ex-deputada Flordelis dos Santos Souza perdeu o mandato após ser acusada de participação na morte do seu esposo, pastor Anderson do Carmo.

O pastor, na época casado com a ex-parlamentar, foi morto em casa no mês de junho de 2019, em Niterói (RJ).

Em setembro deste ano, a Justiça do Rio de Janeiro confirmou que ela e mais nove acusados de envolvimento na morte do pastor irão a júri popular.

Bispo Marcelo Crivella

O bispo licenciado da Igreja Universal, Marcelo Crivella, ex-prefeito do Rio de Janeiro, teve o seu nome envolvido em um esquema de lavagem de dinheiro.

Crivella chegou a ser preso em dezembro de 2020 e foi afastado do cargo dias antes de encerrar seu mandato.

No entanto, em março deste ano, o Ministério Público Eleitoral (MPE) enviou à Justiça Eleitoral o pedido de arquivamento de parte do inquérito que levou à prisão o ex-prefeito do Rio.

João de Deus

O médium João Teixeira de Faria, conhecido como João de Deus, foi acusado de vários crimes sexuais.

O líder espiritual recebeu pena de 40 anos de prisão por cinco estupros de vulnerável; de 19 anos e 4 meses de prisão por violação sexual mediante fraude, violação sexual mediante fraude tentada e dois estupros de vulnerável; e de 2 anos e 6 meses de prisão por violação sexual mediante fraude contra uma vítima.

As condenações de João de Deus já somam 63 anos de prisão, referentes a crimes sexuais e porte ilegal de armas.

Silas Malafaia

Pastor Silas Malafaia (Reprodução)

Pastor Silas Malafaia (Reprodução)

O polêmico pastor Silas Malafaia, presidente da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, foi acusado de crime eleitoral pelo vice-procurador-geral eleitoral, Renato Brill de Góes, em julho desse ano.

O próprio Malafaia publicou um vídeo para revelar que é alvo de uma representação apresentada ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Em 2017, a Polícia Federal chegou a indiciar o pastor por lavagem de dinheiro no inquérito da Operação Timóteo, que apurava um suposto esquema de corrupção nas cobranças de royalties da exploração mineral.

Contudo, no ano seguinte, Silas Malafaia foi inocentado de todas as acusações no caso da Operação.

Além desse citados na matéria, existem muitos outros casos de possíveis envolvimentos de líderes religiosos em crimes no Brasil e no mundo.

 

Fim dos tempos? Estátua em praça da ONU tem semelhança com a ‘besta’

A estátua de madeira foi instalada na praça das Nações Unidas, em Nova York, e tem deixado os evangélicos inquietos.


Cantora gospel Isadora Pompeo se despede das redes sociais

A cantora afirmou que as redes sociais lhe desestabilizaram, pois o seu nome estava chegando primeiro que a sua mensagem.


Bolsonaro convida Wesley Ros para concorrer a deputado federal em 2022

O encontro do pastor Wesley Ros com o presidente Jair Bolsonaro aconteceu no Palácio da Alvorada nesta sexta-feira (03).


Pastor Anderson Silva detona grupo Kemuel após escândalo

"Vive um padrão de pecado, mas faz parte do sistema que produz dinheiro", disse o pastor líder da Igreja Vivo Por Ti.


Posse de André Mendonça no STF é marcada para o dia 16 de dezembro

O recesso do judiciário inicia no dia 20 de dezembro, e André Mendonça só começará seus trabalhos no ano que vem.