Se torne assinante premium e tenha acesso a conteúdo exclusivo.
 
Pastor

Pastor recusa proposta milionária da esquerda

O líder evangélico tem mais de mil templos pelo Brasil, e está construindo uma mega catedral na zona leste de São Paulo.

Caio Rangel | Publicado em: 10/05/22 às 10:22 Atualizado em 10/05/2022 10:23
Pastor recusa proposta milionária da esquerda
Pastor Ezequias Silva (Reprodução)

A tentativa do PT (Partido dos Trabalhadores) de se reaproximar da comunidade evangélica levou a legenda a fazer uma proposta milionária para um pastor evangélico muito conhecido no Brasil.

Estamos falando do pastor Ezequias Silva, líder da Igreja Assembleia de Deus Ministério Belém do Pará, que recebeu a proposta de quatro milhões de reais para fazer uma parceria e apoiar Lula para presidente.

O pastor que é conhecido por suas revelações recusou a proposta de parceria com o candidato petista. Para Ezequias, política e religião não se misturam.

A estratégia da esquerda até agora não tem surtido efeito em conseguir o apoio dos líderes evangélicos com grande influência no segmento.

Ezequias Silva tem mais de mil templos pelo Brasil, e está construindo uma mega catedral na zona leste de São Paulo com capacidade para oito mil pessoas.

 

Erramos: Filho de prefeita não viu Isadora Pompeo com cigarro em camarim

Publicamos que a cantora teria sido flagrada fumando cigarro eletrônico antes de show


Pastor da ADVEC manda indireta para fiel em culto: “Pilantra e fofoqueira”

O pastor Davi Leal, líder da ADVEC Recreio (RJ), usou o púlpito da igreja para desabafar e defender a sua honra após acusações.


Deive Leonardo se apresenta no Rio com ingressos esgotados

Em junho, Deive se apresenta em Goiás, Curitiba, São Paulo e Porto Alegre.


Organizadores do evento desmentem Jessé Aguiar

“Maior mentira contada nos últimos tempos! Mude suas atitudes e seja homem Jessé Aguiar!”, disse um dos organizadores do evento em Pernambuco.


Igreja Batista se solidariza com casal gay discriminado em igreja evangélica de Aracaju

O casal que frequentava a Igreja Família Renovada há dois anos, foi impedido de ser batizado, após ter realizado o curso batismal.