Pastora

Polícia abre inquérito contra pastora por pregação que promove racismo e LGTFobia

Karla Cordeiro deve ser ouvida pela Polícia Civil nesta quinta-feira (05).

Caio Rangel | Publicado em: 03/08/21 às 8:49 Atualizado em 03/08/2021 08:51
Polícia abre inquérito contra pastora por pregação que promove racismo e LGTFobia
Pastora Karla Cordeiro (Reprodução)

Uma pastora com nome de Karla Cordeiro viralizou na web após a divulgação de uma ministração em que ela critica os fiéis que defendem causas políticas, raciais e LGBTQIA+.

Diante da repercussão negativa, a pastora de Nova Friburgo no Rio de Janeiro publicou uma nota de retratação no Instagram.

Nela, a pastora afirma que “foi infeliz” na escolha de suas palavras durante a pregação e diz que não se considera uma pessoa preconceituosa e “nem contra pessoas com orientações sexuais diferentes”.

A religiosa está sendo investigada por discriminação racial e homofobia. Karla Cordeiro deve ser ouvida pela Polícia Civil nesta quinta-feira (05).

“Eu sou a Karla Cordeiro e venho, através desta nota, pedir desculpas pelos termos que usei em minha palestra proferida no último sábado”, escreveu. “Eu, na verdade fui infeliz, nas escolhas e quero afirmar que não possuo nenhum tipo de preconceito contra pessoas de outras raças, inclusive meu próprio pastor é negro, e nem contra pessoas com orientações sexuais diferentes da minha, pois sou próxima de várias pessoas que fazem parte do movimento LGBTQIA+”, ressaltou.

Se condenada, Karla pode pegar de três a cinco anos de prisão pelo crime de intolerância qualificada.

 

Cantor gospel e pastor Cláudio Claro morre vítima de câncer

Cláudio Claro deixa como legado canções queridas por igrejas de todo o Brasil, como Videira, Pão da Vida, Libertador e Profetiza


Cantora gospel Lydia Moisés revolta seguidores com posts sobre política

Alguns fãs questionaram a cantora e pediram para ela defender o evangelho do mesmo jeito que ela defende o presidente.


Igreja Evangélica elege primeiro bispo transgênero

Nos próximos seis anos, o reverendo de 41 anos, que se identifica como homem e mulher, irá chefiar o Sínodo da ELCA.


Andressa Urach é internada em hospital de Porto Alegre

A modelo foi diagnosticada com uma forte infecção urinária, que já está sendo tratada.


Pastor é morto e enterrado pelo próprio filho de 15 anos

O adolescente e mais dois amigos foram apreendidos pela polícia. O corpo de Jonas dos Santos foi enterrado nesta quinta-feira (16).