Política

Marcelo Crivella é processado por travestis no Rio de Janeiro

Crivella está sendo processado por censura e LGBTfobia

Caio Rangel | Publicado em: 10/09/19 às 15:04
Marcelo Crivella é processado por travestis no Rio de Janeiro
Marcelo-Crivella-(Reprodução)

O prefeito do Rio de Janeiro Marcelo Crivellatomou uma atitude radical durante Bienal do Livro. O político determinou o recolhimento de uma revista em quadrinhos onde dois personagens masculinos aparecem se beijando.

A atitude de Crivella ganhou repercussão nacional e despertou a indignação da comunidade LGBT, de simpatizantes, e alguns partidos políticos.

O livro “Vingadores a cruzada das crianças”, foi considerado pelo prefeito um insulto impróprio, pois era um livro dedicado ao público infantil, com imagens que fazem apologia ao homossexualismo.

+ Pastor morre de fome ao tentar fazer jejum de 30 dias

A atitude de Crivella foi elogiada pelos evangélicos e muitos líderes famosos como o pastor Silas Malafaia. No entanto, a proibição do livro trouxe consequências para Crivella.

O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Dias Toffoli, suspendeu no domingo (8), a decisão do TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro) que permitia a apreensão de livros com temática LGBT na Bienal do Livro. Toffoli atendeu a um pedido da Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge.

Em outra decisão, o ministro do STF Gilmar Mendes também derrubou a decisão do TJ-RJ e classificou o episódio como censura.

Agora, a Associação Nacional de Travestis e Transexuais entrou com uma ação de danos morais e LGBTfobia contra o prefeito do Rio.

+ Flordelis grava vídeo e promete abrir o jogo sobre a morte do pastor

O Argumento apresentado pela associação é que o conteúdo não poderia ser considerado impróprio, e estão pedindo uma indenização no valor de R$ 500 mil, para ser revertido em políticas contra o preconceito a LGBTs.

 

Filha do cantor gospel Waguinho diz que ele é ausente e atrasa pensão

Stephanie Gomes também disse que se sente desprezada por Waguinho e que ele chega a ficar até três meses sem pagar sua pensão.


Flordelis quer perdão de pastor que ela encomendou a morte

Uma testemunha revelou à promotoria que Flordelis também havia encomendado a morte de Jorginho de Xerém.


Esposo “traído” dispara contra Samuel Mariano: “Seja homem, seu muleque”

Paulo Henrique, esposo da diaconisa Monalisa, suposta amante do cantor gospel, voltou a confrontar Mariano nas redes sociais.


Após 7 de setembro, rejeição de evangélicos a Bolsonaro aumenta, diz pastor

Segundo o pastor Luis Sabanay, a debandada evangélica começou já no primeiro ano do mandato do presidente e aumentou após os atos do Dia da Independência.


Missionário alagoano morre de Covid após visita ao Brasil

O pastor de 56 anos, que estava em missão na Bolívia, foi diagnosticado com Covid-19 poucos dias depois que chegou ao Brasil para visitar a família.