Pastor ‘ataca’ tenente-coronel e tem prisão decretada pela Justiça

O pedido de prisão aponta que, em 15 de fevereiro, o pastor chamou o comandante-geral de 'assassino' e teria dito que ele 'manda matar'

Redação | Publicado em: 24/05/19 às 9:35h Atualizado em 24/05/2019 09:38