Pato usando crucifixo e meias na Praia da Macumba vira mistério

Religiosos acreditam que o pato foi usado em algum ritual de magia negra.


1 mês atrás | Redação




Um grupo de banhistas encontraram na manhã da última segunda-feira (19/10) na Praia da Macumba, na Zona Oeste do Rio, um pato usando meias e um crucifixo.

A prefeitura do Rio foi acionada, e agentes da Vigilância Sanitária e Controle de Zoonoses foram até o local para resgatar o animal.

Eles constataram que o pato não apresentava sinais de maus tratos, mas o utensílio religioso chamou a atenção dos agentes.

Religiosos acreditam que o pato foi usado em algum ritual de magia negra.

 




publicidade

Mais artigos

Andressa Urach diz que pensa em se matar

A notícia não é bem surpresa para os que a cercam. Amigos estão preocupados com a modelo, e temem que ele mergulhe numa profunda depressão depois de ter saído da Igreja Universal.


Flordelis cara a cara com a juíza

Ela não falou com a imprensa, mas seu advogado Anderson Rollemberg, voltou a defender sua inocência.


Pastor insinua que “mulher que usa cabelo curto é prostituta” durante pregação

Ele também diz em um trecho da pregação, que nos anos 1950, nem as prostitutas se vestiam como as mulheres da igreja se vestem hoje.


Quem vai sentar na cadeira do Antônio Dionízio?

Após 22 anos a COMADEMS realizará eleição para a escolha de um novo presidente.


Assembleia de Deus apoia candidato do PT no 2º turno

Sem citar o partido a que o candidato é filiado, o bispo diz apenas que o número dele é 13.


Os 7 demônios de Andressa Urach

Desde que saiu da igreja e decidiu pedir todas as ofertas que deu lá, ela começou a se comportar de maneira estranha.


Carlinhos Maia grava vídeo ouvindo Kemilly Santos

A cantora gospel publicou o vídeo em suas redes sociais


Covid-19 causa cancelamento da gravação do DVD de J. Neto

O comunicado foi feito pelo próprio artista e compartilhado nas redes sociais.


Damares renova contrato com a Sony

Ela agradeceu a todo o apoio que recebeu nos últimos 10 anos de Sony Music, e se disse desafiada ao novo formato de música digital.


O novo crime de Flordelis

Segundo foi amplamente divulgado esse fim de semana pela midia, Flordelis usou mais de R$93 mil do CEAP (Conta para Exercício da Atividade Parlamentar), para pagar a uma empresa que gerencia suas redes sociais.