Pastor

Pastor da Assembleia de Deus contraria Malafaia e desmente perseguição à igreja

O religioso ressalta que existem interesses políticos por trás do discurso de perseguição às igrejas evangélicas.

Caio Rangel | Publicado em: 24/03/21 às 11:26
Pastor da Assembleia de Deus contraria Malafaia e desmente perseguição à igreja
Pastor Daniel Elias (Reprodução)

O pastor Daniel Elias, da Assembleia de Deus em Duque de Caxias (RJ), publicou um vídeo nas redes sociais alertando sobre a “histéria” causada por alguns líderes religiosos que chamam as medidas de isolamento social de “perseguição às igrejas”.

“Alguns pastores, uns de má fé, outros por ignorância, estão promovendo uma verdadeira histéria religiosa no meio dos evangélicos, porque estão postando vídeos na internet dizendo que está acontecendo uma perseguição à igreja, uma caçada à igreja, para fechar igreja, prender pastor…”, conta Elias.

Para o pastor, não existe perseguição religiosa no país, pois o direito de professar a fé não está ameaçado. Elias esclarece que o que está acontecendo é para evitar aglomeração, seja nas escolas, nos estádios de futebol e até mesmo nas igrejas.

“O problema é a pandemia. Isto é uma recomendação médica. A aglomeração faz com que a Covid-19 venha a se espalhar ainda mais. Não é só a igreja, o culto, que as pessoas querem que pare. Escolas foram paradas. E aí, a escola está sendo perseguida? É claro que não”, exemplifica.

O religioso ressalta que existem interesses políticos por trás do discurso de perseguição às igrejas evangélicas feito por alguns líderes evangélicos.

“Isso é uma estratégia política para dizer que a igreja está sendo perseguida no Brasil. E qual é a solução? Votar no determinado candidato, que esse candidato vai te proteger”, analisa. “Isso é uma malandragem, irmão”, avisa.

Daniel Elias afirma que o fato de não poder haver cultos presenciais temporariamente não afastará as pessoas de Deus.

“Você deixar de estar naquela congregação, não atrapalha a sua vida espiritual, não atrapalha a sua comunhão com Deus. Até porque sabemos que igreja não é pedra, não é tijolo. Não é aquele templo. Nós somos o templo do Espírito Santo, e a igreja somos nós. Essa igreja não fecha”, afirma.

Para concluir, o pastor apela para que as pessoas se cuidem, e destaca que a oração sem os devidos cuidados é em vão.

“A Bíblia diz: ‘Vigiai e orai’. Se você ora, mas não vigia, a sua oração é em vão. O que isso significa? Eu sei que tem uma pandemia. Aí eu vou falar: ‘Mas eu confio em Deus para me proteger. Eu confio em Deus para me curar’. Aí, por isso, eu vou para uma aglomeração? Aí, eu estou tentando ao Senhor… Vigiai e orai.”

O pastor Daniel Elias viralizou nas redes sociais em 2018, quando foi até Curitiba (PR), para realizar um ato profético em favor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que estava preso.

Na época, o líder religioso ungiu o cadeado do portão da sede da PF, e acabou sendo muito criticado pela maioria dos pastores do país.

Assista ao vídeo:

 

Cantora gospel diz para família de adolescente estuprada por pastor que ela “gostou”

A cantora que é de Cuiabá teria se deslocado até Poconé apenas para chantagear a família da vítima, logo que soube da denúncia contra o pastor.


Pastor que defendia “cura gay” tem conta do YouTube bloqueada

A conta do pastor no YouTube tinha 1,8 milhão de assinantes antes de ser bloqueada. Ele disse que irá recorrer da decisão.


Após pressão da igreja, Governo recua e libera cultos religiosos em SP

Com isso, a Carreata Da Fé, movimento organizado pelas lideranças da ADSA Brasil, está oficialmente cancelada.


Grupo Gay de Alagoas irá mover ação contra pastor após comentário sobre Paulo Gustavo

Nildo Correia, presidente do (GGAL), disse que o Ministério Público e a Ordem dos Advogados do Brasil em Alagoas serão acionados.


Elaine Martins pede perdão por ter gravado vídeo ao lado de Jairinho

A cantora gospel gravou um vídeo no ano passado ao lado de Jairinho apoiando a sua candidatura para vereador.