Cantor secular doa piano de R$ 60 mil para igreja evangélica e revolta fãs

A doação gerou polêmica pois o artista está devendo a pensão alimentícia do filho Matheus, de 6 anos


2 anos atrás | Caio Rangel



Imagem ilustrativa (Internet-Reprodução)

O cantor de música secular Latino, fez uma generosa doação à uma igreja evangélica no Rio de Janeiro. O piano do cantor avaliado em 60 mil reais foi dado de oferta para o ministério de louvor da igreja.

“A luta que você está tendo para conseguir restaurar, pagar as contas… Fiquei sensibilizado. Não sou profeta, mas vejo, na próxima igreja, um piano de cauda e esse é o meu presente para vocês”, disse Latino, aparentemente ao líder da igreja, em um vídeo publicado pelo cantor no Instagram.

+ Ana Paula Valadão revela que as igrejas não estão mais cantando suas músicas e cai no choro

“Eu tenho um piano de cauda em casa e essa é minha doação, no valor de R$ 60 mil, e eu tenho certeza que Deus vai abençoar ainda mais as melodias. Esse é meu presente de Natal”, completou o cantor ao anunciar a oferta no altar da igreja em que frequenta.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Gratidão revela caráter ! Não há satisfação melhor no mundo que o dom da solidariedade às vésperas de Natal, principalmente quando nos desfazemos de um instrumento musical sentimental de valor, em troca de OFERTAR no altar de Deus pra poder abençoar musicalmente centenas de fiéis. Não há nada nesse mundo que pague as benções que vcs tem trazido pro lar de toda minha família e pro meu coração. Que esse piano de calda faça jus e ajude a revelar novos fiéis, profecias e unção, que possamos viver grandes emoções, claro, com muitos louvores na sua nova casa de Deus. Quem crer diga amém ! Eu creio. ??? #PresenteDeNatal #PianoDoLatino #Gratidao #Deus @leonardoiptm ??⛪️❤️

Uma publicação compartilhada por ŁÅTINØ (@latino) em


A doação gerou polêmica pois o artista está devendo a pensão alimentícia do filho Matheus, de 6 anos, fruto de um antigo relacionamento do cantor com a modelo Jack Blandy. Ele deve os meses de julho, agosto, setembro e novembro desse ano e ainda não quitou a dívida referente ao período de fevereiro de 2014 a maio de 2015. A lei diz que com três meses de atraso na pensão o provedor pode ir preso.

+ Após denuncias de abuso sexual MP de Goiás pede prisão do médium João de Deus

Nos comentários do vídeo, os seguidores se dividiram entre relembrar o fato da pensão e parabenizá-lo pelo ato. “E a pensão, vai pagar quando?”, perguntou um seguidor. “Deixa o cara. A gente só sabe o que a mídia fala, não sabemos nada sobre a vida dele. Parabéns, Latino”, escreveu outra pessoa.

Essa não é a primeira vez que o cantor tem sua liberdade ameaçada por conta de pagamento de pensão. Vale lembrar que em setembro de 2017, a polêmica foi a mesma e, na ocasião, foi obrigado a liquidar a dívida de um ano de pensão atrasada. Ele também foi denunciado por Abandono Material (art.244 do código penal), por não obedecer às determinações judiciais.

Kleber Lucas abençoa bar de Latino e cantor secular retribui cantando em culto da Soul

Kleber Lucas e Latino (Reprodução)

Kleber Lucas e Latino (Reprodução)

No último dia 22 de Outubro, uma visita do pastor e cantor gospel Kleber Lucas a um bar, causou polêmica entre os evangélicos. Kleber esteve no bar  “Coco Mambo” do cantor latino.

Um post do cantor Latino chamou a atenção. Ele publicou uma foto com Kleber em seus Stories com a seguinte legenda:“Olha quem veio abençoar o maior bar temático do Brasil, pastor Kleber Lucas”. 

+ Pastor “ostentação” sofre acidente e ganha fratura grave na mão direita

Na noite do último domingo, o cantor Latino Fez mais uma visita a igreja do amigo, e foi convidado até o púlpito para cantar juntamente com Kleber e a equipe de louvor da Batista Soul.

As músicas escolhidas foram “Deus Cuida de Mim”, e “Faz um Milagre em Mim” do cantor Regis Danese. Latino postou em seu Instagram e Kleber também repostou.

Latino escreveu:“Não tem satisfação maior no mundo que dar uma canja ao lado do meu ídolo Kleber Lucas na igreja mais musical e desprovida do Rio de Janeiro. Obrigado meu pai”. 

+ “Arrasada” Bruna Karla chora e comunica a morte da sua madrasta

No post, Kleber Lucas fez questão de afirmar que Latino é seu vizinho, e que a Batista Soul é um lugar de acolhimento: “Somos vizinhos há 10 anos e nos encontramos na Soul, um lugar de acolhimento”. Disse ele.

Nos últimos meses o pastor tem recebido muitas críticas por algumas decisões que tem tomado, mas ele segue certo de suas convicções e não tem se deixado abater pelos comentários.




publicidade

Mais artigos

Cantora gospel Fernanda Brum troca MK pela Sony Music

Fernanda permaneceu por cerca de 25 anos na MK Music


Professora é investigada por dizer que homossexualidade é “pecado”

Ela fazia uma leitura do conceito de heteronormatividade, criado por Michael Warner em 1991, que se refere à homossexualidade como “desvio”, “crime”, “aberração”, “doença”, “perversão”, “imoralidade” e “pecado”


Cantor Samuel da dupla “Daniel e Samuel” deixa UTI após sete dias internado

No último dia 7 de julho, o cantor  sofreu um infarto e precisou passar por um procedimento de emergência


Pastor é preso suspeito de cometer abusos sexuais

O religioso teria assediado várias fiéis, incluindo duas adolescentes


Andressa Urach critica cantoras famosas e anuncia seu novo single

Urach se tornou evangélica em 2015, e está prestes a ingressar no ramo da música


Morre com Covid-19 mais um pastor da Assembleia de Deus

O pastor Derly da Silva tinha 53 anos e estava internado há mais de um mês


Yvelise de Oliveira toma atitude inesperada após separação de Elaine de jesus

A empresária Yvelise de Oliveira é dona da MK, gravadora da cantora Elaine de Jesus,


Filho caçula de Eyshila ironiza e pede oração para ganhar acessórios de drag queen

Caso você queira incluir esses detalhes na sua lista de oração. Agradeço, disse Lucas Oliveira a uma seguidora


Terror: Homem invade igreja atira contra quatro pessoas e se mata

Ele chegou na igreja conturbado e disse havia feito uma bobagem


Nova regra pode levar a extinção dos “candidatos oficiais” das igrejas

O ministro Edson Fachin, que compõe o TSE, propôs a inclusão do abuso de poder religioso como crime eleitoral